• Carolina Lopes

Marketing digital B2B

Quando falamos em marketing digital, o que vem à cabeça?


Para muitas pessoas, vêm posts de Instagram e Linkedin e pronto. Veio na sua também? Então vamos mudar esse pensamento. Essa é uma parte importante e a mais visível para todos, mas vai muito além disso.



Tudo começa muito antes de postar a mensagem, com um longo trabalho que ajuda nesse processo. E quando falamos em marketing digital B2B, a discussão é ainda mais focada. Vamos voltar algumas casas e entender o papel das mídias digitais nesse cenário.


Ao contrário de marcas B2C, que trabalham com o desejo de compra e o impulso do consumidor, no B2B é importante educar o público sobre seu papel, criar a necessidade, apresentar posicionamento e gerar valor, fortalecer a imagem.


É por isso que todo o trabalho começa com uma imersão. Nessa etapa, queremos entender o negócio, com sua atuação e proposta de valor, e traçar objetivos para definir os KPI's. Também olhamos para o lado nessa hora, com uma avaliação de mercado: como se comportam os concorrentes, quais seus pontos positivos e negativos? Cada experiência é única, mas essa avaliação mais ampla traz insights importantes que podem inspirar.


Material em mãos, vamos de planejamento estratégico! Elementos do branding são aproveitados aqui - brand persona, tom de voz, jornada do consumidor, tudo conta. Quando sabemos o que o target gosta, seus interesses, seu comportamento, conseguimos falar a mesma língua e trazer conteúdo atraente e certeiro, direcionando esforços para os canais onde ele se encontra.


Consumidor e marca no foco, é hora de definir o território. Ou seja, quais temas serão abordados, a abrangência e a importância para cada um deles.


Em geral, o que direciona é:

  • mais marca, menos produto;

  • mais construção; menos impulso;

  • mais conteúdo, menos desejo.

Além do perfil do negócio em si, já definidos na etapa anterior.


Aí sim, com esses elementos esmiuçados e bem definidos, conseguimos criar conteúdos relevantes, que aproximam o cliente, enriquecem a conversa e geram valor. É sempre mais fácil e certeiro quando sabemos sobre o quê e com quem falar.


Mas calma lá, não termina aí. Depois de postar, é a hora de mensurar as interações e retornos das ações. Os números e avaliações mostram se a estratégia está no caminho certo, como também trazem insights para ampliar a atuação a partir dali.


A agilidade do digital permite ação e reação imediatas. E, assim, é possível testar e ajustar sempre, para estratégias cada vez mais certeiras e resultados cada vez melhores.


E vale lembrar que nem só de Instagram e Linkedin esse mundo é feito. E-books, email marketing, SEO, links patrocinados… Uma série de oportunidades digitais à disposição - e onde atuamos vai depender das escolhas feitas nesse processo.


Marketing digital é um ambiente amplo, com as mais diversas possibilidades. Melhorar o relacionamento com clientes, fortalecer marcas, conversas nutridas com conteúdos ricos. Aqui na Neurona, acreditamos que tudo isso é possível quando aliamos o expertise em branding com a visão sempre atualizada das mídias online.


50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo